Concreto Protendido em Projetos Residenciais

Concreto Protendido em Projetos Residenciais

O concreto protendido para construção predial é uma excelente alternativa cujo potencial ainda precisa ser mais bem explorado pelos engenheiros e arquitetos brasileiros. Há várias vantagens técnicas que trazem enorme benefício às obras que utilizam este tipo de sistema.

Além da segurança estrutural proporcionada pela protensão, este sistema permite maior liberdade criativa no que se refere à estética e ao design da residência. Veja em nosso post a seguir como a protensão do concreto em residências é uma solução excelente para quem quer optar pela segurança sem abrir mão da elegância em seu projeto residencial.

O concreto protendido para construção predial em residências

A principal vantagem da protensão do concreto, no que tange a parte estética, é a redução da seção da viga. Isso significa que o vigamento exposto na construção não requer seu recobrimento, como é o caso do concreto armado. Dessa forma, os arquitetos podem desenhar vãos livres e pórticos, característicos da arquitetura brasileira moderna.

As ancoragens do vigamento em sistemas de protensão são pequenas e baratas. Além de tornar o ambiente construído muito mais moderno e amplo, este método reduz custos e traz maior sustentabilidade à obra.

Desde sua introdução ao mercado brasileiro em 1997, o concreto protendido para construção predial teve maior aceitação em edifícios residenciais. As principais razões para este sucesso são a praticidade e simplicidade do sistema de protensão no que se refere aos materiais e serviços.

As vantagens do concreto protendido para construção predial

Em relação ao concreto armado, a principal vantagem do sistema de protensão é a ausência da formação de fissuras na superfície do concreto, reduzindo seu custo de manutenção. Ou seja, o concreto protendido tem maior resistência a altos esforços de tração, não obstante sua facilidade de manuseio.

A praticidade do sistema de protensão não se resume ao seu transporte. As cordoalhas de aço, engraxadas e plastificadas, são muito resistentes à degradação que pode ocorrer no canteiro de obras. Além disso, a facilidade de manuseio torna o processo construtivo muito mais eficiente.

O posicionamento dos cabos nas cotas é feito com apoio das “cadeirinhas”, que são peças de plástico ou aço que servem como guias para o cabeamento correto. Para erguer os cabos até seu ponto final, são usados macacos hidráulicos que pesam em torno de 19 kg com o auxílio de bombas hidráulicas pequenas (35 kg). Ambos são leves e fáceis de transportar.

Para protender o concreto, é realizada uma só elevação. Uma vez que a bainha de plástico é ajustada à cordoalha, não existe a etapa de injeção de pasta de cimento para prender os cabos, o que reduz custos operacionais e com matéria prima na construção.

Por esses motivos, o sistema de protensão do concreto permite maior organização tanto da logística quanto do canteiro de obras, quando comparado ao concreto armado simples. Em outras palavras, o concreto protendido otimiza o uso dos recursos, tornando a obra mais sustentável e eficiente energeticamente.

Depois de implantadas, as construções de concreto protendido têm entre suas vantagens a redução do custo de manutenção, pois o concreto fissura menos. Também, em razão da menor ancoragem necessária para o vigamento, há um ganho em áreas úteis, que podem se refletir em maiores garagens nas residências, por exemplo.

Exemplos de residências que usam concreto protendido em seus projetos

Há vários exemplos de obras da arquitetura brasileira que usam o concreto protendido como base. Entre elas, destacam-se o Museu de Arte de São Paulo (MASP) com seu enorme vão livre e o Museu Oscar Niemeyer em Curitiba. A principal característica – dos vãos livres – é seguida para a construção de casas.

Um exemplo disso é esta residência aqui em Maringá interior do Paraná, que utilizou a técnica de protensão do concreto para resolver o problema da inclinação do terreno onde a casa foi construída. Além da grande segurança estrutural, o projeto, com design moderno, preservou a topografia, reduzindo o impacto ambiental e proporcionando grande prazer estético para seus habitantes.

Projeto estrutural foi desenvolvido pelo Engenheiro Pedro Machado que é um dos profissionais da Hexo Construtora e Incorporadora, enquanto que o projeto arquitetônico foi desenvolvido por um escritório de arquitetura parceiro.

Assim, o concreto protendido em projetos residenciais ainda é uma tendência a ser explorada no mercado da construção civil brasileiro. A técnica, além de trazer maior confiabilidade estrutural, traz maior organização e eficiência no uso dos recursos da obra, o que melhora muito a sustentabilidade da construção.

Vamos aplicar?

Gostou deste artigo, não fique na dúvida fale com um de nossos especialistas e obtenha a melhor solução para sua obra, teremos o maior prazer em estar lhe atendendo e analisando seu caso. Ficou interessado, faça seu orçamento ou entre em contato com a nossa equipe e saiba como o ambiente construído e planejado com a estratégia certa, pode proporcionar mais do que apenas conforto.